Doce caminhada

Era um dia ensolarado de verão, estava caminhando pela praia quase deserta, tenho 1,70m, 75 kg, 26 anos, moreno claro, estava sem camisa, de sunga preta, quando vejo um homem debruçado sobre a areia, me fitando, senti uma forte atração e retribuí o seu olhar, mas continuei a caminhar. Andei mais alguns metros e voltei para onde estava meu admirador, quase em frente dele, parei e resolvi dar um mergulho, já estava excitado só imaginando que estava sendo observado. Dei uma olhada e não me esqueço da cena: o desconhecido estava com o seu pau para fora se masturbando. Apesar da distância, era um lindo cacete. Entrei na onda e tirei minha sunga, virei de costas, me levantei e mostrei minha bunda molhada, mergulhei novamente, seu pau não saía da minha cabeça, e agora ele estava bem maior do que antes. Vesti-me, e fui saindo da praia quando ele disse: - Vem cá - Oi De perto ele era bem gostoso, fiquei de joelho, e sem dizer uma palavra, passei a língua bem de leve, meu desejo era tanto que coloquei todo na boca, com as mãos alisava seu saco e ele fodia minha boca num gostoso vai e vem. Seu cacete quase explodia de tão duro, ele passou a mão nas minhas coxas, e logo seus dedos desbravaram minha bunda, tremi todo, ele com muito carinho me deixou totalmente entregue, tirou minha sunga, fiquei na posição de frango assado, passou a língua no meu pau e depois forçou a beirada do meu cuzinho com deliciosas chupadas , me segurei para não gozar. Tirei a camisinha e coloquei no meu homem, ganhei um beijo, abriu minhas pernas colocando-as sobre seus ombros, e senti toda a força do seu cacete, minhas pregas eram tomadas pelo invasor, uma mistura de dor e prazer, senti-me como uma fêmea no cio, e tratei de relaxar e aproveitar aquele momento mágico. Ele ficou mais rápido, bombava, senti que tinha engolido todo aquele mastro, seus ovos roçavam na minha bunda, ele parou, sacou sua arma para fora, tirou a camisinha misturada com meu sangue, e me afundou com seu gozo, no meu peito, barriga, virilha não agüentei e gozei em seguida. Exaustos, nos limpamos no mar, e recuperei as energias naquele em que foi o meu dia maravilhoso. 


Conto do site Conto Erótico

Novinhos pirocudos e bundudos EP: 23

Prazer em Caldas

Uns amigos meus do Mato Grosso vieram me visitar em Goiás e me chamou para acompanha-los num final de semana em Caldas Novas. Saímos de Goiânia no Sábado bem cedo. Ao chegar em Caldas , fomos almoçar e procurar um Hotel-Clube para a gente ficar. Ficamos hospedados no CTC. Mas, ao entrarmos percebemos que o lugar não era nossa praia, pois havia muitas pessoas idosas. Mas com já havíamos pago, resolvemos ficar ali mesmo. Nós ficamos os três juntos no mesmo quarto. No quarto havia 2 camas de casal e 2 de solteiro. Chegamos, nos acomodamos no quanto e resolvemos descer para curtir as águas termais. Estávamos nós 3 na piscina, quando vi passar pela piscina que eu estava um moreno com um corpo lindo, vestia um shot preto batendo na metade das lindas coxas e uma camiseta regata mostrando os braços e um pouco dos peitos que tinha um pouco de pêlos. Que braços e que peitos.....Ele passou pela piscina e parou sob uma sobra de uma passarela e ficou olhando perdido pela piscina. Eu me encontrava no meio da piscina e logo comecei a me deslocar em direção daquele ser. Cheguei a base da piscina e fiquei com a cabeça sobre os braços observando o moreno. Não fiz questão de esconder meu interesse. Logo ele percebeu que não tirava o olho dele e as vezes nossos olhares se encontravam. Um de meus amigos me chamou e fui ver o que eles queriam. Quanto eu olhei para trás ele havia desaparecido, vi o que meus amigos queriam , contei a eles sobre o episódio e disse que iria procurar o tal cara. Sai da piscina, e me dirigi a outra piscina. Deu uma olha bem sucinta e nada do meu homem. Entrei no banheiro e nada, só havia um senhor no banheiro. Ao sair do banheiro vi umas crianças sair da sauna masculina. Pensei: ”Ele só pode estar ali”. Dito e feito. Entrei na sauna e vi aquela figura lá dentro. Na sauna havia poucas pessoas. Eu fiquei de pé perto da porta enquanto ele estava sentado. A sauna estava muito quente e ele resolveu sair para tomar uma chuverada. O chuveiro ficava bem em frente a porta da sauna e pelo vidro da porta dava para vê-lo na ducha. Eu fazia questão de olhar , ele viu e deu uma risadinha. Ai eu sai e fiquei esperando que ele terminasse sua ducha. Enquanto isso, ele ficava passando as mãos sobre seus peitos, até que chegou no seu calção de banho preto. Ao segurar sua mala ele olhou para mim e deu um sorrizinho cafajeste. Saiu do chuveiro e passou por mim se esfregando para entrar na sauna novamente. Esse clima de entra e sai da sauna ocorreu 3 vezes, até que Quarta eu puxei um assunto besta....Ai entramos os dois juntos na sauna. Conversamos um pouco, falei que era de Goiânia e ele me disse que era da cidade mesmo. Saímos da sauna e ficamos perdidos, para onde iríamos.....Eu disse que estava hospedado no hotel do clube e perguntei se ele não queria subir para podermos bater um papo. Ele aceitou. Mas antes de subirmos fui falar para os meus amigos que quarto estaria ocupado nas próximas horas. Subimos, e mal tranquei a porta já o senti por traz de mim de beijando a nunca, virei e correspondi o beijo na sua boca. Ficamos beijando um pouco até que achei seu membro durinho. Tirei sua camiseta, e comecei a mamar nos seu peitos lindos e peludos. Depois fui descendo a boca pela barriga até chegar no seu shot preto. Abocanhei aquele mastro sob a sunga. Fui tirando o shot com a boca até poder abocar aquela vara. Fiquei um tempo sugando seu pirulito, até que disse que queria me comer. Fui até minha mochila e peguei uma camisinha e o KY. Coloquei a camisinha naquela vara e lubrifiquei meu anus e sua vara. Logo ele me pos de quatro na cama e começou a me fuder. Foi colocando devagar e eu vendo pelo espelho a minha frente sua reação de tesão e aquilo foi me deixando louco e quando eu vi sua vara estava toda em mim. Ele começou um vai e vem gostoso...me beijava a nuca me chamava de sua bichinha, que iria acabar comigo....Logo os movimentos começaram a aceleram e ele disse: “Vou gozar” e gozou dentro de mim. Ele sentou de na cama e eu tirei a camisinha do seu pênis e começamos a nos beijar. No meio dos beijos eu disse a ele que o queria também....Mas quando fui pegar outra camisinha para poder fuder aquele macho, meus amigos batem na porta. Nos vestimos, escondemos as provas do crime e ele saiu sem graça. Nisso meus amigos ficaram curiosos, mas eu disse que só nos beijamos e entrei no banheiro para tomar um banho e resolvi bater uma pensando naquele bofe....Hoje, moro em Sampa......mas volto sempre a Goias.... 


Conto do site Conto Erótico

Novinhos pirocudos e bundudos EP: 22

Meu primo

Três anos depois eu estou morado na casa de minha avó, quando meu primo aparece e pedi pra mminha avó se ele pode ficar uns tempo ali minha avó diz que tudo bem mas que só tem um quarto e uma cama de casal e que ele tinha que me prgunta se poderia ficar pois eu já tinha mas tempo eu falei que tudo bem contando que ele me ajuda-se na arumação do quarto. então ele foi na casa dele apanhar algumas roupas e eu fui pro trabalho quando chego a noite encontro tudo arrumado em meu quarto ele virou e falou gostou eu disse que sim, então fui tomar um banho e fui jantar conversei um pouco com minha avó e fui pra cama me deitar, ele ficou conversando um pouco mas e vei se deitar eu me levantei e fui pegar um lençol pra ele, aí ele perguntou pra que nos poderiamos cobri com o mesmo lençol eu falei tudo bem então apaguei a luz e me deitei eu tinha o costume de me deitar pelado mas acabei botando uma cueca ai ele falou engraçado vovó falou que vc tem o costume de durmi pelado e está de cueca eu tbem costumo durmi pelado mas tbem estou de cueca e veja como ele fica e pegou minha mão e colocou encimma do pau dele que estava duro que nem uma pedra ai eu fiquei alizando por cima da cueca então ele colocou ele pra fora da cueca e começou a me alisar eu estremecia todo e lembrava da minha primeira vez com ele, ele tbem estava lembrando de tudo no meu ouvido e falava que estava cheio de saudade que me queria eu fiquei punhetando ele até que ele me virou de bruço e me enfiou sua pica toda em meu cúzinho que delicia isso tudo três anos depois, ele não trabalhava só eu isso nós ficamos umas três semanas fudendo gostoso quando um bela noite depois de fudermos bastante ele virou pra mim e disse que queria dinheiro eu falei que não ia dar pois eu dava minha bunda e meu cú pra ele por que eu o amava. Então ele falou que iria embora pra casa da mãe dele e nunca mas eu iria ter sua pica, no dia seguinte fui pro trbalho quando voltei encontrei um bilhete eu tbem te amo mas sem dinheiro não da tchau se quizer me procure.Nunca procurei ele mas os anos passaram eu já estava casado quando minha cunhada resollveu casar e mandou um convite pros meus familiares e quem apareceu em minha casa meu primo tudo estava uma bagunça pois todos resolveram se arrumarem na minha casa era fila pra tudo foi quando, minha mulher determinou que eu e meu primo foçemos os dois juntos pro banheiro enquato m tomava banho o outro fazia a barba, ai entramos e tiramos a roupas mas sem dar uma palavra eu fiquei de costa pra ele e fui fazer a barba quando ele chegou perto de mim e encostou aquilo que eu mas gostava eu fiz a barba com ele todo dentro de mim ele me chupava e falava no meu ouvido que foi muito burro e que eu poderia ter sido sua mulher pra sempre e que quando soube que eu ia casar quaze foi me pedir pra casar com ele hoje fico pensando nele estou doidinho pra da pra ele mas estamos longe ele se separou, arumou uma outra e veio no estado em que estou morando ele continua um tesão eu quero ele tanto, beijar , chupar e mas tudo esse homem foi o unico na minha vida,
  Conto do site Conto Erótico

© 2017 NOVINHOS EM AÇÃO | Todos os direitos reservados